Memórias ABRAPE

(Alessandro Queiroga)

Em 1992, Alessandro Queiroga (AQB Produções), estava em turnê nacional com Caetano Veloso. O show era “Circuladô”. A turnê se iniciou em maio em Curitiba e se estendeu até o segundo semestre, finalizando-se em Manaus. Quando da apresentação em Brasília/DF, em agosto, Queiroga foi surpreendido com uma lei do DF – posteriormente conhecida como Lei da “meia-entrada”, após já ter aberto a bilheteria, causando um total desequilíbrio na planilha do show. Posteriormente, a mesma lei é aprovada em Vitória/ES e desta vez o show teve que ser cancelado por ter se tornado inviável.

Nessa época, Queiroga procurou por uma entidade representativa do setor para poder se apoiar e enfrentar o avanço dessa lei. Não encontrou. Então, contatou os diversos produtores de todo o país durante a turnê, propondo a realização de uma assembleia e a criação de uma associação nacional que representasse o setor de promoção de eventos culturais.


Assim, em 18 de dezembro de 1992, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães em Brasília/DF, foi realizada a Assembleia Nacional de Fundação da ABRAPE – Associação Brasileira de Promotores de Eventos, lido e aprovado os Estatutos e empossada sua primeira diretoria assim composta:

Durante os 7 primeiros anos da ABRAPE, Alessandro Queiroga sustentou a Associação por ter havido certa dispersão dos seus membros fundadores e diretoria, o que impossibilitou a realização de nova Assembleia Geral. Porém, nesse período muito foi conquistado pela ABRAPE a favor do setor como um todo. No ano de 1999, a partir de agosto, ampliou-se o quadro de associados, mais produtores se filiaram e a ABRAPE inicia então o recebimento de mensalidades. Em sequência, em 08 de fevereiro de 2000, foi possível realizar nova Assembleia Geral, com a presença de novos filiados, entre eles Lucio dos Santos Oliveira (ART-BHZ), Heloisa Couto (GPM Promoções) e Valdemar Cunha (VM Produções). Nessa Assembleia foi realizada e aprovada a prestação de contas, aprovada nova redação para os estatutos e eleita a segunda diretoria, tendo sido Alessandro Queiroga reempossado como presidente, assim composta: