Notícias

Pelo retorno urgente do setor de eventos, ABRAPE lança a campanha #SinalVerdeparaRetomada

9 de março de 2022
15:23

Mais impactada pela pandemia do coronavírus (Covid-19), a cadeia produtiva do setor de eventos de cultura e entretenimento acredita que é a hora de virar o jogo e retomar, de forma integral e urgente, as atividades em todo o país. Para isso, a Associação Brasileira dos Promotores de Eventos – ABRAPE está lançando, nas redes sociais, a campanha #SinalVerdeparaRetomada, com o objetivo de esclarecer e conscientizar poderes públicos e sociedade sobre a importância do retorno dos eventos para a economia nacional.

A campanha destaca iniciativas já realizadas no Brasil que reforçam os eventos como atividades seguras e sem impacto nos índices epidemiológicos. Além disso, relaciona exemplos de países que tiveram sucesso na redução das restrições, eliminando inclusive o uso de máscaras, e incentivo à retomada do setor como vetor essencial da economia.

“Começamos a retomada no último trimestre de 2021, sem que os índices epidemiológicos tivessem impacto. No entanto, sofremos nos dois primeiros meses do ano novas restrições que impactaram negativamente grande parte do setor, principalmente as empresas que têm no Verão e no Carnaval parte considerável do seu faturamento. Mais uma vez fomos usados como bodes expiatórios. A campanha é justamente para mostrar que precisamos ser respeitados por nossa importância na economia”, frisa  Doreni Caramori Júnior, empresário e presidente da ABRAPE.

O segmento de eventos de cultura e entretenimento é responsável por 4,32% do PIB nacional. Com movimentação anual de R$ 270 bilhões, realiza mais de 590 mil atividades por ano em todo o país. Além disso, representa, por ano, R$ 4,65 bilhões em impostos federais, R$ 75,4 bilhões em consumo e R$ 2,97 bilhões em massa salarial, em uma cadeia que envolve 52 atividades e cerca de 23 milhões de empregos.

Dois anos de luta A ABRAPE vem liderando, nos últimos dois anos, uma série de iniciativas para amenizar os impactos da crise no setor, em várias frentes. Para diminuir os prejuízos, foi uma das responsáveis pela criação e aprovação da Lei 14.148/2021, que estabeleceu o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos – PERSE, essencial para a sobrevivência do segmento. Para acelerar a retomada, elaborou, por exemplo, protocolos de segurança epidemiológica e o Radar ABRAPE, que criou um índice seguro e data exata para a retomada das atividades em todo o país.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

MAIS NOTÍCIAS

TV ABRAPE

Webinar MP 1.101/2022
Webinar Passe Verde
Senado, setor de eventos e Turismo discutem veto do Perse no tema desoneração fiscal
Audiência pública sobre veto do PERSE- Desoneração fiscal 02/07/21
WEBINAR PERSE – Refinanciamento de débitos fiscais com a união (tributários e não tributários
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Refinanciamento, Dívidas Fiscais, não Fiscais e FGTS