Notícias

RADAR DE EVENTOS

28 de setembro de 2021
17:11

RELEASE – RADAR ABRAPE

São Paulo, 27 de setembro de 2021

Plataforma inédita prevê a data ideal exata para retomada dos eventos de cultura e entretenimento em todo o País

Acesse o Radar em: radardeeventosbrasil.com.br

Com base científica, Radar de Eventos do Brasil elaborado pela ABRAPE estabelece critérios para que governadores e prefeitos tomem decisões relacionadas ao segmento, o mais impactado pela pandemia do coronavírus (Covid-19)

Uma plataforma inédita com base científica para auxiliar governos estaduais e municipais a tomarem decisões relacionadas ao retorno do setor de eventos de cultura e entretenimento em todo o País. Este é um dos objetivos do Radar de Eventos do Brasil, uma iniciativa da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos – ABRAPE que cria um índice seguro e data exata para a retomada das atividades, cruzando dados atualizados e projetados do panorama geral de vacinação e número de vítimas da Covid-19.

A metodologia funciona da seguinte forma: no Radar são cruzados dados do volume total de vacinados e projeções de novos óbitos diários até dezembro de 2021 no País. A partir do impacto do aumento da imunização na queda no número de casos e vítimas, estabeleceu-se um índice de três óbitos por milhão de habitantes como referência para avalizar a retomada segura e imediata dos eventos.  É um método semelhante ao utilizado para o mesmo propósito nos EUA e Reino Unido.

O índice atual do Brasil é de 2,48 óbitos por milhão de habitantes e se mantém abaixo da média estabelecida desde o início do mês. De acordo com o histórico de dados cruzados, os eventos já poderiam ter sido liberados desde 2 de setembro. Importante avaliar, também, os dados estaduais e municipais. Minas Gerais e Bahia apresentam, por exemplo, índices aceitáveis há algum tempo (atualmente estão em 2,45 e 1,0, respectivamente), e já poderiam ter as atividades liberadas desde 4 de setembro, o primeiro, e 25 de julho, o segundo.

“A ABRAPE, por meio do braço técnico Grupo de Trabalho da Retomada, considerou como pilares: abrangência; fatores econômicos; referências nacionais e internacionais; temporalidade e variáveis externas e, além disso, elaborou paralelamente ao Radar, os Protocolos da Abrape e a Pesquisa do Comportamento do Consumidor diante da pandemia, a fim de gerar ferramentas que auxiliassem os produtores a se planejarem para a retomada de eventos”, explica Noemia Matsumoto, coordenadora do Grupo de Trabalho pela Retomada da ABRAPE.

“Essa ferramenta é uma solução de comunicação que reúne e avalia dados que já existem, para atender, não só o poder público, mas também os promotores de eventos de todo o País e a imprensa, que precisa de dados qualificados para informar a sociedade”, explica Jany Lima, diretora de Comunicação e Marketing da ABRAPE.

Legislação O Radar de Eventos do Brasil traz, ainda, um mapa do calor para a retomada dos eventos, com a atualização, duas vezes por semana, dos decretos e protocolos das capitais e outras cidades. Apresenta, também, as medidas econômicas de apoio ao setor, em todo País, além de mostrar a evolução da retomada em outros países. “O Radar é uma ferramenta para que o segmento de eventos possa, não só ter argumentos técnicos na hora de discutir como o poder público, mas também para elaborar um planejamento seguro no processo de retomada”, explica Doreni Caramori Júnior, empresário e presidente da ABRAPE.. 

Ele completa: “Desde o ano passado, a ABRAPE vem elaborando e apresentando ferramentas para apoiar as negociações do setor de eventos com estados e municípios, utilizando informações e argumentações técnicas. Estamos oferecendo ao poder público dados com referência científica para que tomem a decisão correta. Mais uma vez o nosso setor, que está há 18 meses paralisado e é o mais impactado pela pandemia, colabora para diminuir os impactos negativos da pandemia”.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

MAIS NOTÍCIAS

TV ABRAPE

Senado, setor de eventos e Turismo discutem veto do Perse no tema desoneração fiscal
Audiência pública sobre veto do PERSE- Desoneração fiscal 02/07/21
WEBINAR PERSE – Refinanciamento de débitos fiscais com a união (tributários e não tributários
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Refinanciamento, Dívidas Fiscais, não Fiscais e FGTS
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Indenização Sobre Folha de Pagamento
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Crédito para Sobrevivência das Empresas