Notícias

Eventos e o PIB

2 de junho de 2021
21:47

ARTIGO –  EVENTOS E PIB 

São Paulo, 2 de junho de 2021

O setor de eventos e a rápida recuperação da economia no país

Nós, do setor de eventos de cultura e entretenimento, fomos os mais impactados pela pandemia do coronavírus (Covid-19). Estamos totalmente paralisados desde março do ano passado, com empresas sem faturamento, desemprego crescente e com poucas perspectivas de retorno. Temos fomentado uma conversa franca com governos e com a sociedade sobre a gravidade da situação, sempre conscientes da necessidade de respeitar os protocolos necessários para que esta crise sanitária seja superada o mais rápido possível. 

É fundamental, no entanto, que se pense na retomada da economia e quero, neste artigo, fazer uma provocação. Projeções da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontam que o PIB do país crescerá 3,7% em 2021 e 2,5% em 2022, como resultado da recuperação do consumo das famílias e de investimentos. Bancos, como o Itaú Unibanco por exemplo, preveem um crescimento de 4% para 5% em 2021. Estes índices podem ser ainda maiores se nos mantivermos vivos. 

Sem o auxílio de medidas governamentais urgentes, a sobrevivência das empresas do nosso segmento corre risco. O Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos – PERSE, aprovado por unanimidade pela Câmara e pelo Senado e sancionado recentemente pelo presidente, trouxe um alento, mas é preciso evoluir mais. Em especial, é fundamental rever dois vetos do governo ao projeto: a proposta de isentar as empresas atendidas pela PERSE de pagar os tributos federais (PIS, PASEP, COFINS, IRPJ e CSLL) por 5 anos e a indenização para empresas do setor que tiveram redução superior a 50% do faturamento entre 2019 e 2020.

Com apoio técnico da Fundação Getúlio Vargas, o G20, grupo composto por 21 associações que representam a cadeia do turismo, realizou um estudo sobre os impactos do programa. De acordo com a pesquisa, os investimentos aproximados de R$ 5,8 bilhões por ano pelo governo, com as isenções previstas no texto original, seriam recuperados em três anos com base no volume total de impostos arrecadados no país. O investimento representa menos de 2% do total em renúncias fiscais realizadas anualmente pelo Governo Federal. Em 2019, só o turismo contribuiu com R$ 270 bilhões no PIB do país e respondeu por 2,9 milhões de empregos diretos.

É fundamental, portanto, que se veja o setor com mais atenção. Temos a capacidade, e tenho reiterado isso insistentemente, de promover a mais rápida recuperação da economia. Nosso hub setorial abrange 52 setores interdependentes, tais como companhias aéreas, restaurantes, segurança privada, que, juntos, representam R$ 51,4 bi em Impostos Federais, R$ 314,2 bi de faturamento  e 4,5% do PIB. São aproximadamente 640 mil empresas e 2,2 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs) que podem impulsionar imediatamente a economia na retomada. 

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (ABRAPE), financiada pela Ambev e realizada em parceria com a consultoria Provokers, revela que 82% dos entrevistados sentem falta de frequentar eventos. Isso é, portanto, uma demanda reprimida, esperando dias melhores.  Mas enquanto esses dias melhores não chegam, é essencial que haja uma proteção das empresas do segmento para que se mantenham vivas. 
Doreni Caramori Júnior é empresário e presidente da Associação Brasileira de Promotores de Eventos (ABRAPE).

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

MAIS NOTÍCIAS

TV ABRAPE

Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Refinanciamento, Dívidas Fiscais, não Fiscais e FGTS
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Indenização Sobre Folha de Pagamento
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Crédito para Sobrevivência das Empresas
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Manutenção de Empregos
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Relação de de Consumo com Cancelamento e Adiamentos de Shows
Entenda os Pontos do #PERSE​ (PL5638) – Desoneração Fiscal